OS CURSOS

 

Nós, da IWF, somos especializados em treinamentos em diversos segmentos de mercado. Entre eles, destacamos as áreas de Telecomunicações, Energia, Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), Certificações e Gestão de Pessoas.

Aqui, preparamos equipes autoconfiantes, com visão estratégica e foco nos resultados. Por isso, desenvolvemos soluções de acordo com cada necessidade do cliente, em dois módulos de curso: Sob Medida e Personalizado.

cursos-img-d

Áreas de Interesse

Conheça nossos principais programas de capacitação, de acordo com sua área de interesse:


Redes

Redes Móveis

Sistemas de Telecomunicações

Rede Metálica

Rede Externa HFC


Energia

Certificação Cisco CCNA / CCNP

TIC

Unix / Linux

Gestão de Pessoas

DESCRIÇÃO: Este curso foi desenvolvido para preparar equipes com o intuito de prover o mercado com mão de obra especializada em cabeamento aéreo utilizado em telecomunicações.

PÚBLICO ALVO: Instaladores e ajudantes com potencial de desenvolvimento apontado por seus gestores.

DURAÇÃO: 5 dias (40 horas)

PROGRAMA:

1. Parte Teórica (16 horas)
1.1. Segurança no Trabalho
1.1.1. O que são e quais as finalidades dos EPIs e EPCs;
1.1.2. Quais os Equipamentos de Proteção Individual devem ser utilizados em cada uma das etapas da obra;
1.1.3. Quais os Equipamentos de Proteção Coletiva devem ser utilizados em cada uma das etapas da obra;
1.1.4. O que significa CA;
1.1.5. Quais as responsabilidades que cada funcionário deve ter ao usar os EPIs e EPCs;
1.1.6. Como conservar, higienizar e armazenar os EPIs e EPCs;
1.1.7. Técnicas para minimizar os riscos de acidentes de Trabalho na Obra;
1.1.8. Cuidados para trabalho em altura;
1.1.9. Equipe de Profissionais;
1.1.10. Trabalho em equipe com segurança, qualidade e velocidade.
1.2. Organização das Equipes de Trabalho.
1.3. Ferramental
1.3.1. Apresentação da Lista de Ferramentas necessária para a execução da cada uma das etapas da Obra;
1.3.2. Apresentação e demonstração da técnica para utilização de cada uma das ferramentas.
1.4. Detalhamento da Rede HFC.
1.5. Técnica de Lançamento de Cordoalha
1.5.1. Posicionamento de bobina;
1.5.2. Puxamento;
1.5.3. Encabeçamento;
1.5.4. Vinculação de Cordoalhas;
1.5.5. Vinculação de nodes;
1.5.6. Fixação.
1.6. Técnica de Aterramento
1.6.1. Importância do Aterramento bem feito;
1.6.2. Análise do poste e calçadas para melhor aterramento;
1.6.3. Instalação do aterramento;
1.6.4. Cuidados especiais no aterramento.
1.7. Técnica de Lançamento de Cabo
1.7.1. Posicionamento de Bobina;
1.7.2. Colocação de guias;
1.7.3. Cuidados com o Lançamento do Cabo;
1.7.4. Puxamento;
1.7.5. Cuidados com catenária;
1.7.6. Cuidados para confecção de encaminhamento em 90º.
1.8. Técnica de “Espinamento” de Cabo Coaxial
1.8.1. Utilização da “espinadeira” para 2 arames;
1.8.2. Utilização do posicionador de cabos;
1.8.3. Utilização da “lupeira”;
1.8.4. Técnica para confecção de loop em cabos coaxiais;
1.9. Colocação de Plaqueta de Identificação.

2. Parte Prática (24 horas)
As atividades práticas serão distribuídas para todos os participantes, de forma que cada um possa realizar, pelo menos uma vez, cada um dos procedimentos e/ou técnicas abordadas no conteúdo teórico do treinamento. Desta forma, será possível uma maior compreensão e fixação dos assuntos e técnicas apresentadas, criando um senso crítico a respeito das atividades realizadas por eles.

2.1. Utilização de EPIs e EPCs
2.1.1. Atividade Prática de Utilização de EPIs e EPCs
2.1.1.1. Como e quando utilizar corretamente os EPIs e EPCs
2.1.2. Equipamentos Necessários
2.1.2.1. Para esta atividade todos os participantes deverão estar com seus respectivos Equipamentos de Proteção Individual (EPI): Capacete com jugular, Cinto de Segurança Padrão Paraquedista (3 pontas), Óculos de Proteção (Lentes Verdes ou Fumê), Luvas de Raspa de Vaqueta e de Borracha, Botas de Segurança, Colete Refletivo, Cinto para guarda de ferramental e Uniforme;
2.1.2.2. Será abordado o trabalho em equipe focando a segurança, qualidade e velocidade, objetivando o desenvolvimento de entrosamento e ritmo da equipe, buscando maior produtividade;
2.1.2.3. Para esta atividade serão necessários os seguintes Equipamentos de Proteção Coletiva (EPC): 6 (seis) Cones de Sinalização, Fitas de sinalização, 4 (quatro) escadas extensíveis de pelo menos 7,60 m de comprimento e cordas de 8 a 10 mm de diâmetro.
Obs.: Para este caso, estamos levando em consideração que os participantes já tenham prática em atividades de altura.
2.2. Ferramental
2.2.1. Atividade Prática de Ferramental
2.2.1.1. Para esta atividade serão definidas todas as ferramentas necessárias que cada um dos componentes da equipe deverá portar em seu cinto; bem como as ferramentas de uso coletivo para as atividades a serem executadas.
2.2.2. Equipamentos Necessários
2.2.2.1. O EPIs e EPCS necessários para esta atividade são os mesmo descritos na atividade prática “Utilização de EPIs e EPCs”.
2.3. Lançamento da Cordoalha
2.3.1. Atividade Prática de Lançamento de Cordoalha
2.3.1.1. Consiste em atividades de: Posicionamento de bobina, fixação nos postes de abraçadeiras ou cintas específicas de acordo com os distanciamentos previstos pela concessionária, lançamento da cordoalha, instalação de alça, tensionamento (utilização de catraca e dinamômetro);
2.3.1.2. Cuidados a serem levados em consideração nestas tarefas: Catenárias, Riscos, etc.
2.3.2. Equipamentos Necessários
2.3.2.1. Para esta atividade serão necessários os seguintes equipamentos: cordoalha, conjuntos isoladores de ancoragem, conjuntos isoladores de passagem e abraçadeiras reguláveis; além de 2 dinamômetros.
2.4. Aterramento
2.4.1. Atividade Prática de Aterramento
2.4.1.1. Consiste em atividades de: escolha do poste e calçada para execução do aterramento, com análise da mão da rua e fixação da(s) hastes(s) de aterramento;
2.4.1.2. Cuidados a serem levados em consideração nestas tarefas: tipos de postes e calçadas, bem como mão da rua para escolha do lado correto do poste para execução do aterramento.
2.4.2. Equipamentos Necessários
2.4.2.1. Para esta atividade serão necessários os seguintes equipamentos: uma haste comum, três conjuntos de hastes para emendas e duas luvas de emenda, conectores de terra, tubo TIC, cabo de aterramento, fita de aço para cintar poste e esticador de cinta de aço.
2.5. Lançamento de Cabo
2.5.1. Atividade Prática de Lançamento de Cabo
2.5.1.1. Consiste em atividades de: Posicionamento de bobina, colocação de roldanas, lançamento do cabo, medidas a serem levadas em consideração.
2.5.1.2. Cuidados a serem levados em consideração nestas tarefas: Armazenamento das bobinas, cuidados específicos com o armazenamento, desenrolar, puxamento, catenária do cabo coaxial.
2.5.2. Equipamentos Necessários
2.5.2.1. Para esta atividade serão necessários: bobina de cabo coaxial, cabo coaxial, bloco de roldana de nylon, guias de cabos, puxador de cabos, camisa para puxamento, destorcedor, bandolas, bloco de roldana de nylon
2.6. Espinamento de Cabo Coaxial
2.6.1. Atividade Prática de Espinamento de Cabo Coaxial
2.6.1.1. Consiste em atividades de: Utilização do ferramental necessário, fixação do ferramental, e técnica de espinagem do cabo coaxial;
2.6.1.2. Cuidados a serem levados em consideração nestas tarefas: Comprimentos de cabos, distâncias, etc.
2.6.2. Equipamentos Necessários
2.6.2.1. Para esta atividade serão necessários: Posicionador de cabos, elementos para empurrar roldanas, espinadeira para dois arames, arame, jogo de varas.
2.7. Espinamento de Cabo Óptico
2.7.1. Atividade Prática de Espinamento de Cabo Óptico
2.7.1.1. Consiste em atividades de: Utilização do ferramental necessário, fixação do ferramental e técnica de espinagem do cabo óptico;
2.7.1.2. Cuidados a serem levados em consideração nestas tarefas: Comprimentos de cabos, distâncias, etc.
2.7.2. Equipamentos Necessários
2.7.2.1. Para esta atividade serão necessários: Posicionador de cabos, elementos para empurrar roldanas, espinadeira para dois arames, arame, jogo de varas

DESCRIÇÃO: Este curso foi desenvolvido para preparar equipes com o intuito de prover o mercado com mão de obra especializada em cabeamento aéreo utilizado em telecomunicações.

PÚBLICO ALVO: Instaladores e ajudantes com potencial de desenvolvimento apontado por seus gestores.

DURAÇÃO: 5 dias (40 horas)

PROGRAMA:

1. Parte Teórica (16horas)
1.1. Segurança no Trabalho
1.1.1. O que são e quais as finalidades dos EPIs e EPCs;
1.1.2. Quais os Equipamentos de Proteção Individual devem ser utilizados em cada uma das etapas da obra;
1.1.3. Quais os Equipamentos de Proteção Coletiva devem ser utilizados em cada uma das etapas da obra;
1.1.4. O que significa CA;
1.1.5. Quais as responsabilidades que cada funcionário deve ter ao usar os EPIs e EPCs;
1.1.6. Como conservar, higienizar e armazenar os EPIs e EPCs;
1.1.7. Técnicas para minimizar os riscos de acidentes de Trabalho na Obra;
1.1.8. Cuidados para trabalho em altura;
1.1.9. Equipe de Profissionais;
1.1.10. Trabalho em equipe com segurança, qualidade e velocidade.
1.2. Organização das Equipes de Trabalho.
1.3. Ferramental
1.3.1. Apresentação da Lista de Ferramentas necessária para a execução da cada uma das etapas da Obra;
1.3.2. Apresentação e demonstração da técnica para utilização de cada uma das ferramentas.
1.4. Detalhamento da Rede HFC.
1.5. Técnica de Lançamento de Cordoalha
1.5.1. Posicionamento de bobina;
1.5.2. Puxamento;
1.5.3. Encabeçamento;
1.5.4. Vinculação de Cordoalhas;
1.5.5. Vinculação de nodes;
1.5.6. Fixação.
1.6. Técnica de Aterramento
1.6.1. Importância do Aterramento bem feito;
1.6.2. Análise do poste e calçadas para melhor aterramento;
1.6.3. Instalação do aterramento;
1.6.4. Cuidados especiais no aterramento.
1.7. Técnica de Lançamento de Cabo
1.7.1. Posicionamento de Bobina;
1.7.2. Colocação de guias;
1.7.3. Cuidados com o Lançamento do Cabo;
1.7.4. Puxamento;
1.7.5. Cuidados com catenária;
1.7.6. Cuidados para confecção de encaminhamento em 90º.
1.8. Técnica de “Espinamento” de Cabo Coaxial
1.8.1. Utilização da “espinadeira” para 2 arames;
1.8.2. Utilização do posicionador de cabos;
1.8.3. Utilização da “lupeira”;
1.8.4. Técnica para confecção de loop em cabos coaxiais;
1.8.5. Colocação de Plaqueta de Identificação.

1.9. Técnica de Splicing (Decapagem e Conectorização de TAPs e Amplificadores)
1.9.1. Medidas de cortes para a instalação de TAPs e Amplificadores;
1.9.2. Cuidados na realização do corte do cabo coaxial;
1.9.3. Técnica para realização da decapagem do cabo coaxial;
1.9.4. Técnica para utilização do extrator do condutor central do cabo coaxial;
1.9.5. Técnica para realização do processo de conectorização de cabo coaxial;
1.9.6. Técnica para instalação de TAPs e Amplificadores;
1.9.7. Técnica para a realização da colocação do termo contrátil e utilização do soprador.
1.10. Técnica de Instalação de Fonte de Alimentação.
1.11. Técnicas de Leitura e Interpretação de Projetos de Redes HFC
1.11.1. Leitura e interpretação de Projetos de Cordoalha e de Viabilidade ou de Sinal;
1.11.2. Leitura e interpretação das legendas de cada tipo de projeto;
1.11.3. Ótica do analista para lançamento de cabos, splicing e conectorização.

2. Aula Prática (24 horas)
As Atividades Práticas serão distribuídas para todos os participantes, de forma que cada um possa realizar, pelo menos uma vez, cada um dos procedimentos e/ou técnicas abordadas no conteúdo teórico do treinamento. Desta forma, será possível uma maior compreensão e fixação dos assuntos e técnicas apresentadas, criando um senso crítico a respeito das atividades realizadas por eles.

2.1. Utilização de EPIs e EPCs
2.1.1. Atividade Prática de Utilização de EPIs e EPCs
2.1.1.1. Como e quando utilizar corretamente os EPIs e EPCs.
2.1.2. Equipamentos Necessários
2.1.2.1. Para esta atividade todos os participantes deverão estar com seus respectivos Equipamentos de Proteção Individual: Capacete com jugular, Cinto de Segurança Padrão Paraquedista (3 pontas), Óculos de Proteção (Lentes Verdes ou Fumê), Luvas de Raspa de Vaqueta e de Borracha, Botas de Segurança, Colete Refletivo, Cinto para guarda de ferramental e Uniforme;
2.1.2.2. Será abordado o trabalho em equipe focando a segurança, qualidade e velocidade, objetivando o desenvolvimento de entrosamento e ritmo da equipe, buscando maior produtividade;
2.1.2.3. Para esta atividade serão necessários os seguintes Equipamentos de Proteção Coletiva: 6 (seis) Cones de Sinalização, Fitas de sinalização, 4 (quatro) escadas extensíveis de pelo menos 7,60 m de comprimento e cordas de 8 a 10 mm de diâmetro.
Obs: Estamos levando em consideração que os participantes já tenham prática em atividades de altura.

2.2. Ferramental
2.2.1. Atividade Prática de Ferramental
2.2.1.1. Definição de ferramentas necessárias que cada um dos componentes da equipe deverá portar em seus cintos; bem como as ferramentas de uso coletivo para as atividades a serem executadas.
2.2.2. Equipamentos Necessários
2.2.2.1. Os EPIs e EPCS necessários para esta atividade são os mesmos descritos na atividade prática “Utilização de EPIs e EPCs”.
2.3. Decapagem, Conectorização e Loop
2.3.1. Atividade Prática de Decapagem, Conectorização e Loop
2.3.1.1. Verificação da qualidade dos serviços prestados pelas equipes que executaram as atividades anteriores, possíveis retrabalhos, entendimento das medidas, distâncias, posições de cada um dos equipamentos e miscelâneos que deverão ser utilizados. Confecção de loop utilizando lupeira mecânica, técnica de corte, decapagem, extração de invólucro do condutor central e conectorização do cabo coaxial nas TAPs e AMPLIFICADORES, técnica de sopramento na utilização do termo contrátil;
2.3.1.2. Cuidados a serem levados em consideração nestas tarefas: Comprimentos de cabos, distâncias, utilização do soprador, etc.
2.3.2. Equipamentos Necessários
2.3.2.1. Para esta atividade serão necessários: lupeira mecânica, maçarico portátil, alicates de corte específico, jogo de chaves de boca específica, TAPs, Amplificadores, prensa fio e fita.

DESCRIÇÃO: Aperfeiçoar o desempenho técnico profissional das equipes responsáveis pela ativação da rede HFC através da formação de conhecimento que permita uma visão bastante nítida sobre a arquitetura usada nas redes HFC, seus componentes e os procedimentos de cálculos e medida de sinal, incluindo ativação, manutenção e operação da rede de retorno..

PÚBLICO ALVO: Instaladores e ajudantes com potencial de desenvolvimento apontado por seus gestores.

DURAÇÃO: 10 dias (80 horas)

PROGRAMA:

MÓDULO 1 – Fundamentos de Eletricidade, Eletrônica e de Telecomunicações

1. Materiais condutores e isolantes
2. Grandezas Elétricas: Corrente, Tensão e Resistência e Impedância
3. Lei de Ohm
4. Potência Elétrica
5. Frequência e Comprimento de Onda
6. Meios de Transmissão: Cabos Coaxiais e Fibras Ópticas
7. Sinais Contínuos e Alternados
8. Sinais Analógicos e Sinais Digitais
9. Sistema Binário
9.1. Conversão decimal – binário
9.2. Operações lógicas AND, OR, XOR e NOT
10. Modulação Analógica
10.1. AM, FM e PM
11. Modulação Digital
11.1. ASK, FSK, PSK e QAM
12. Erros em Sistemas de Transmissão
13. Fundamentos de Sistemas Ópticos

MÓDULO 2 – Capacitação em Ativação de Redes HFC
Parte I: Redes HFC

14. Espectro de freqüências;
15. Fundamentos:
15.1. Definições de atenuação e amplificação;
15.2. Medidas: dB, dBm, dBmV, dBr, C/N;
15.3. Medidas: BER e MER
16. Topologia de rede.
17. Componentes e suas características:
17.1. Cabos coaxiais para rede externa e interna;
17.2. Conectores;
17.3. Divisores;
17.4. Taps;
17.5. Amplificadores:
17.5.1. Análise de diagramas em blocos;
17.5.2. Pontos de medida de sinal;
17.6. Exercícios de cálculo de níveis em redes HFC com o uso de amplificadores, taps, divisores e cabos coaxiais;
17.7. Projetos de distribuição interna em residências e em edifícios;
17.8. Fibras ópticas;
17.9. Transmissores ópticos;
17.10. Receptores ópticos;
17.11. Fontes de alimentação:
17.11.1. Medida de tensão nas redes HFC;
18. Medidor de sinal:
18.1. Operação do medidor de sinal que será usado pelas equipes;
18.2. Exercícios práticos de medida de sinal;
19. Equalização de redes HFC:
19.1. Necessidade de equalização;
19.2. Componentes: atenuadores e equalizadores;
19.3. Pontos de instalação dos componentes de equalização nos amplificadores;
19.4. Exercícios teóricos de equalização;
19.5. Exercícios práticos de equalização;
20. Análise e Interpretação de diagramas de rede

Parte II: Rede de retorno

21. Topologia da rede de retorno:
21.1. Interferências e ruídos;
22. Módulo de amplificação e filtros diplexadores:
22.1. Instalação dos módulos necessários;
23. Equalização da rede de retorno;
24. Medida e análise da curva de resposta em freqüência da rede de retorno:
24.1. Atividades práticas envolvendo o uso de equipamentos;
25. Eliminação dos pontos de ingresso:
25.1. Pontos típicos de ingresso e medida prática de fuga de sinal.

DESCRIÇÃO: Apresentar a topologia geral de HUBs, agregando toda a fundamentação da tecnologia de multiplexação óptica DWDM (Dense Wavelength Division Multiplex) com o objetivo de viabilizar a compreensão dos conceitos, parâmetros e medidas associadas às HUBs, permitindo, desta forma, a realização de análises criticas e funcionais da topologia utilizada pela empresa.

PÚBLICO ALVO: Técnicos ou Engenheiros com potencial de desenvolvimento apontado por seus gestores.

DURAÇÃO: 5 dias (40 horas)

PROGRAMA:

1. Revisão de Fibras Ópticas
1.1. Tipos: monomodo e multimodo
1.2. Atenuação
1.3. Distorções
1.4. Variação do comportamento em função do comprimento de onda usado
2. Sistemas DWDM
2.1. Janelas ópticas
2.2. Comprimentos de onda utilizados
2.3. Influência do número de comprimentos de onda utilizados
3. Transmissores Ópticos
3.1. Fontes ópticas
3.2. Parâmetros
4. Receptores Ópticos
4.1. Parâmetros
4.2. Relação entre potência óptica e nível de RF
5. Coletores
5.1. Coletores passivos
5.2. Coletores ativos
5.3. Análise dos diagramas em blocos coletores usados
5.4. Parâmetros associados aos coletores: nível de sinal, comprimento de onda

DESCRIÇÃO: Abordar a integração das redes HFC com as redes de pacotes baseadas nas tecnologias IPv4 e DOCSIS. Este módulo introduz todos os conceitos importantes associados às redes de pacotes IPv4 e DOCSIS, fornecendo uma visão bastante nítida e abrangente das funcionalidades implementadas pelo CMTS dentro de um cenário global de redes de nova geração de serviços. Serão apresentadas, ainda, a arquitetura básica de uma rede NGN e os novos recursos de sinalização de controle e estabelecimento de sessão nestas redes.

PÚBLICO ALVO: Técnicos ou Engenheiros com potencial de desenvolvimento apontado por seus gestores.

DURAÇÃO: 5 dias (40 horas)

PROGRAMA:

1. Fundamentos de Redes IP
1.1. Modelo OSI
1.2. Endereçamento IPv4
1.2.1. Endereço IPv4
1.2.2. Máscara
1.2.3. Segmentação de rede (Subredes)
1.2.4. Agregação de rede (Super rede)
1.3. Principais protocolos
1.3.1. IP
1.3.2. TCP
1.3.3. UDP
1.3.4. TELNET
1.3.5. DHCP
1.3.6. DNS
2. DOCSIS
2.1. Evolução da padronização
2.2. Modelo em Camadas
2.3. Camada Física: modulações digitais empregadas
2.4. Acesso ao Meio
2.5. QoS em DOCSIS
3. CMTS
3.1. Principais Parâmetros de Serviço
3.2. Parâmetros configuráveis
3.3. Diagrama em blocos
3.4. Interfaces de conexão
3.5. Interação com os Cable Modens e MTAs
4. Visão geral da topologia NGN
4.1. Componentes
4.1.1. Media Gateways
4.1.2. Signaling Gateways
4.1.3. Soft Switches
4.1.4. Call Management Server
4.1.5. MTAs
4.2. Transporte de voz em redes HFC
4.3. Sinalização H.248 e SIP
4.4. Cenário de interligação com redes fixas e móveis
Ferramentas de gerenciamento

DESCRIÇÃO: Apresenta a tecnologia DOCSIS e sua interação com as redes HFC na implementação da infraestrutura para oferta de serviços de voz e dados

PÚBLICO ALVO: Profissionais que atuam em redes HFC para a oferta de serviços de voz e dados.

DURAÇÃO: 2 dias (16 horas)

PROGRAMA:

1. DOCSIS e Redes HFC
2. Evolução do Padrão DOCSIS
2.1. Versões 1.1, 2.0 e 3.0
3. Arquitetura em Camadas
3.1. Camada Física: Interfaces E Modulações
3.1.1. Camada MAC: Formato de Quadro e Acesso ao Meio de Transmissão
4. Equipamentos
4.1. Cable Modem
4.2. CMTS
5. Qualidade de Serviço
6. Autenticação e Controle de Acesso
7. Oferta de Serviços com o Padrão Packet Cable Multimedia

 

FORMAS DE CAPACITACÃO

Cursos Sob Medida Na IWF, temos um grande diferencial: montamos o curso de acordo com as necessidades do cliente, desde as adaptações de conteúdo até a seleção de profissionais altamente capacitados.

Cursos Sob Medida-
Na IWF, temos um grande diferencial: montamos o curso de acordo com as necessidades do cliente, desde as adaptações de conteúdo até a seleção de profissionais altamente capacitados.

Programa de Capacitação Personalizado Aqui, desenvolvemos o curso especialmente para o cliente. Além de personalizarmos um conteúdo totalmente novo, abordamos e atualizamos novas áreas de aplicação.

Programa de Capacitação Personalizado-
Aqui, desenvolvemos o curso especialmente para o cliente. Além de personalizarmos um conteúdo totalmente novo, abordamos e atualizamos novas áreas de aplicação.

 

© IWF 2015 | todos os direitos reservados